Jornada Scania
Utilizamos apenas os cookies do Google Analytics para analisar nosso tráfego. Ao clicar em "Aceito", você concorda em dar seu consentimento para que todos os cookies sejam usados e as informações sejam compartilhadas com o Google Analytics.







[ Sustentabilidade ] -- 19/04/2023
[ Texto: 528 Comunicação Com Propósito, Assessoria de Imprensa Scania Brasil / Foto: Compagas ]

Compagas e Scania anunciam parceria para impulsionar o uso do gás e do biometano

Ações já em andamento visam demonstrar a eficiência e a tecnologia dos veículos e desenvolver rotas para que ônibus e caminhões possam ser abastecidos com o gás natural ou biometano no Paraná
Além da parceria já firmada com a Comgás, maior distribuidora de gás natural do Brasil, a Scania acaba de se unir à Companhia Paranaense de Gás (Compagas) para desenvolver ações conjuntas e acelerar o mercado de GNV e biometano para veículos pesados. O anúncio oficial foi feito durante a participação das empresas no 5° Fórum Sul Brasileiro de Biogás e Biometano, que acontece de 18 a 20 de abril em Foz do Iguaçu, no Paraná.
“A parceria da Scania com a Compagas celebra mais um passo importante para a descarbonização do transporte de cargas e passageiros. É necessário que o máximo de agentes possíveis estejam engajados à essa urgência, de não dependência ao diesel, e estimule o mercado para atender a essa demanda. Nós estamos atuando em várias frentes para que o biometano se torne cada vez mais uma opção não apenas viável, mas real, assim como aconteceu com o etanol para os automóveis”, destaca Gustavo Bonini, diretor de Relações Institucionais da Scania.
“São ações de parcerias como esta que precisamos para avançar, inovar e oferecer soluções para que outras empresas também superem suas metas. Nossa expectativa é que os corredores sustentáveis se desenvolvam e o biometano se consolide como alternativa viável”
Gustavo Bonini, diretor de Relações Institucionais da Scania
Durante o evento, as empresas ressaltaram a importância da implementação de projetos que impulsionem a utilização do gás no transporte pesado, incluindo ônibus e caminhões, e a estruturação dos chamados Corredores Azuis, iniciativa que já é uma realidade no Paraná e em diversos Estados do país e tem como propósito o desenvolvimento de pontos de abastecimento de GNV adequados e adaptados para esses veículos nas principais rodovias. A intenção é também criar rotas de escoamento de cargas, permitindo não só que os trajetos sejam feitos com uma autonomia maior do veículo, como também que possam acontecer com o uso de energia limpa. Assim, será possível ampliar o número de veículos que utilizam essa tecnologia e permitir que eles possam rodar com um combustível mais eficiente e sustentável.
“O gás natural é uma energia verde e colabora para a transição energética com menor emissão de poluentes e melhor competitividade. Além disso, há de se destacar a disponibilidade da tecnologia da Scania para adoção imediata pelas frotas e empresas, o que representa ganhos ambientais e operacionais também imediatos. O gás natural e o biometano são os combustíveis para a sustentabilidade do presente”, ressalta o CEO da Compagas, Rafael Lamastra Jr.
De mãos dadas
Alguns projetos já estão sendo conduzidos pelas duas empresas. Um deles foi a demonstração do ônibus 100% movido a gás natural integra o transporte coletivo urbano de Curitiba e Região Metropolitana. Durante todo o mês de março, o veículo percorreu um trajeto de mais de 280 quilômetros por dia entre a capital paranaense e o município vizinho, São José dos Pinhais. A ação faz parte do projeto de mobilidade urbana sustentável a partir do uso do gás natural, realizado pela Compagas e pela Scania, em conjunto com a Agência de Assuntos Metropolitanos do Paraná (AMEP) e com o Governo do Estado.
Outra iniciativa, que teve início na segunda-feira, dia 17 de abril e primeiro dia do Fórum, foi a demonstração do ônibus 100% movido a gás no transporte público Estado do Paraná, a começar por Curitiba. “Queremos mostrar que a substituição de veículos movidos a diesel por gás natural ou biometano contribui não apenas com o meio ambiente e com a saúde da população, mas também com a economia, visto a menor dependência do diesel importado, proporcionando um melhor custo operacional para frotas e empresas”, diz Lamastra.
As empresas irão realizar a demonstração do veículo a gás também nos municípios de Ponta Grossa - onde foi projetado o primeiro posto com infraestrutura exclusiva para o abastecimento a gás de veículos pesados, com previsão de que comece a operar ainda em 2023 - e de Londrina. “Nosso foco é o escoamento da produção agrícola do interior do Paraná ao Porto de Paranaguá”, destaca Lamastra.
Para a Scania, a evolução da infraestrutura permite ainda o crescimento do uso da tecnologia nas estradas de todo o Brasil. “Para que a transição energética ocorra é fundamental o desenvolvimento de infraestrutura de distribuição e ampliação da rede de abastecimento”, explica Bonini. “São ações de parcerias como esta que precisamos para avançar, inovar e oferecer soluções para que outras empresas também superem suas metas. Nossa expectativa é que os corredores sustentáveis se desenvolvam e o biometano se consolide como alternativa viável”, conclui o executivo.
O CEO da Compagas, Rafael Lamastra Jr, falou mais sobre a parceria firmada com a Scania.
O CEO da Compagas, Rafael Lamastra Jr, falou mais sobre a parceria firmada com a Scania.
Paulo Genezini, gerente de Sustentabilidade da Scania Brasil, marcou presença no evento que anunciou a parceria com a Compagas e ressaltou a importância da iniciativa para o avanço do uso do biometano e do gás como combustíveis alternativos.
Paulo Genezini, gerente de Sustentabilidade da Scania Brasil, marcou presença no evento que anunciou a parceria com a Compagas e ressaltou a importância da iniciativa para o avanço do uso do biometano e do gás como combustíveis alternativos.
Gustavo Bonini, diretor de Relações Institucionais da Scania, destacou esse importante passo para a descarbonização do transporte de cargas e passageiros.
Gustavo Bonini, diretor de Relações Institucionais da Scania, destacou esse importante passo para a descarbonização do transporte de cargas e passageiros.

Comentários

Envie seu comentário para ser publicado

Ao preencher o formulário, autorizo a utilização dos meus dados para envio de comunicações relacionadas aos meus interesses e concordo com a Declaração de Privacidade.
* Você pode revogar seu cadastro a qualquer momento.

Leia também:


A Scania é líder mundial de soluções de transporte. Juntamente com nossos parceiros e clientes, estamos liderando a transformação para um sistema de transporte sustentável. Em 2017, entregamos 82.500 caminhões, 8.300 ônibus, e 8.500 motores industriais e marítimos para nossos clientes. A receita líquida alcançou quase 120 bilhões de coroas suecas, dos quais cerca de 20% eram relacionados a serviços. Fundada em 1891, a Scania opera em mais de 100 países e emprega cerca de 49.300 pessoas. Pesquisa & Desenvolvimento estão concentrados na Suécia, com filiais no Brasil e na Índia. A produção ocorre na Europa, América Latina e Ásia, com centros regionais de produção na África, Ásia e Eurásia. A Scania faz parte da TRATON AG. © Copyright Scania 2018 All rights reserved. Scania Brasil, Av. José Odorizzi, 151 - Vila Euro, São Bernardo do Campo. SP. Tel: +55 11 4344-9333