Jornada Scania







[ Soluções de Transporte ] -- 28/06/2021
[ Texto: Assessoria de Imprensa Scania Brasil / Fotos: Scania ]

Scania lidera nos caminhões pesados no acumulado até maio

Balanço dos primeiros meses do ano comprova o aquecimento do mercado apesar das dificuldades impostas pela pandemia
O balanço dos primeiros meses de 2021 da Scania mostra crescimento de vendas de caminhões, serviços e motores. Apenas o segmento de ônibus continua em queda sofrendo os impactos da demora da vacinação no país. Por outro lado, a comercialização de caminhões a gás continua em alta com a marca se aproximando da meta de 200 unidades vendidas.
“A Scania segue firme na liderança da transição para um sistema de transporte mais sustentável. A nossa jornada de sustentabilidade está acontecendo em um ritmo cada vez mais acelerado. O caminhão a gás, que é o carro-chefe desta transformação no Brasil, já ultrapassou a marca de 150 unidades vendidas. O número de empresas que aderem à solução vem aumentando mês a mês. Já fazem parte deste grupo os principais embarcadores do país”, afirma Roberto Barral, vice-presidente das Operações Comerciais da Scania no Brasil.
No início das vendas do pioneiro produto a gás da Scania, eram os embarcadores que orientavam as empresas que transferem suas cargas a buscar esta solução alternativa ao diesel. Ou seja, as grandes marcas que têm a sustentabilidade como meta e reconhecem a importância de reduzir os impactos das atividades logísticas, contribuindo para as próprias metas relacionadas a ESG (Environmental, Social and Governance). Neste momento, esse cenário vem mudando. São os próprios transportadores que têm buscado adotar práticas mais sustentáveis e este movimento passa a se tornar o normal.
“No balanço do ano até aqui, registramos um volume muito forte de encomendas de caminhões. De janeiro a maio, a Scania foi a primeira da categoria dos pesados, sendo líder consecutiva nos meses de março (1.718 unidades), abril (1.532) e maio (1.736). Foram volumes mensais de emplacamentos não atingidos desde 2013, nosso melhor ano de história no país. Além disso, nossa participação subiu de 18,6% para 25,9%, a maior dos últimos três anos. Enquanto o mercado teve alta de 71%, a Scania registrou quase o dobro disto de volume de pesados”, comenta Silvio Munhoz, diretor de Vendas de Soluções da Scania no Brasil. “Fator que comprova a promessa de rentabilidade da Nova Geração de caminhões”, completa. A grande maioria dos segmentos continua aquecido e apenas o transporte de automóveis segue com baixos volumes.
No ranking da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) e do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam) a Scania tem três modelos: R 450 (2.804 unidades, segundo modelo mais vendido da indústria e participação de 11%), R 540 (1.318) e R 500 (814 unidades).
Já no segmento de caminhões fora de estrada, a Scania projeta que 2021 será o melhor ano da comercialização destes produtos na história da marca no Brasil. A mineração continua muito forte devido aos preços do minério e vai permanecer assim em 2022, puxando esta categoria. Vale reforçar que uma demanda interessante chega dos setores de cana e florestal pelas soluções a gás. Ambos também estão em ritmo aquecido de renovação e ampliação das frotas. Para 2022, a fabricante acredita ser possível ter um ano ainda melhor do que o histórico 2021.
Nos ônibus, que continuam registrando os mais fortes impactos negativos pela pandemia, a expectativa é de uma melhora no último trimestre deste ano em razão da continuidade da vacinação. Destaque para o início da operação do primeiro ônibus a gás (natural e/ou biometano) rodoviário para o fretamento de colaboradores da Gerdau, no Rio Grande do Sul, pela operadora Turis Silva.
Em Serviços, o diretor Marcelo Montanha, elenca vários motivos para comemorar. “O ano de 2021 será superior ao exercício de 2020 e se tornará o melhor da história da marca no país”, projeta. “Além disso, celebramos o lançamento do mais completo serviço do Brasil (o Programa de Manutenção Scania Premium Flexível Uptime que traz a Control Tower e o Pay per Use), criações do nosso time, a marca de 45 mil veículos conectados, o volume recorde de 20 mil programas de manutenção ativos no portfólio e a padronização de 90% da rede, o maior índice já obtido da Scania no Brasil”, conta. Outros importantes resultados do acumulado deste ano: alta de 40% nas vendas de serviços, aumento de 55% na venda de programas de manutenção e que 62% dos veículos novos saíram com um contrato de serviço.
Já a área de motores industriais, marítimos e para geração de energia continua com boas oportunidades de negócios na construção civil, obras de infraestrutura e na retomada do transporte marítimo. Destaque para a demanda muito aquecida por geração de energia e utilização de biometano para determinadas operações.

Comentários

Envie seu comentário para ser publicado


Leia também:


A Scania é líder mundial de soluções de transporte. Juntamente com nossos parceiros e clientes, estamos liderando a transformação para um sistema de transporte sustentável. Em 2017, entregamos 82.500 caminhões, 8.300 ônibus, e 8.500 motores industriais e marítimos para nossos clientes. A receita líquida alcançou quase 120 bilhões de coroas suecas, dos quais cerca de 20% eram relacionados a serviços. Fundada em 1891, a Scania opera em mais de 100 países e emprega cerca de 49.300 pessoas. Pesquisa & Desenvolvimento estão concentrados na Suécia, com filiais no Brasil e na Índia. A produção ocorre na Europa, América Latina e Ásia, com centros regionais de produção na África, Ásia e Eurásia. A Scania faz parte da TRATON AG. © Copyright Scania 2018 All rights reserved. Scania Brasil, Av. José Odorizzi, 151 - Vila Euro, São Bernardo do Campo. SP. Tel: +55 11 4344-9333