Jornada Scania







[ Soluções de Transporte ] -- 02/09/2021
[ Texto: Simone Leticia Vieira / Fotos: Arquivos Jomini e Escandinávia ]
Da venda de veículos e plano de manutenção, ao fortalecimento da parceria e padronização da frota. Saiba como a Scania tem feito esse trabalho, entregando soluções de transporte ao mesmo passo que se mantém ainda mais próxima de seus clientes.
Os tempos são e continuam desafiadores, é verdade. Exatamente por isso encontrar parceiros de verdade, para caminhar lado a lado na gestão dos negócios, tem sido cada vez mais um diferencial. É assim que a Scania entende e vê seus clientes: como verdadeiros companheiros de jornada. Mas hoje não é a Scania quem conta essa história, e sim o mais novo parceiro da marca: a Jomini Logística.
A aquisição mais recente de veículos havia sido em 2020 – 10 unidades do R 450 6x2, que atualmente operam em três regiões do Brasil (Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste) para fazer o transporte de carga seca, paletizada, biomassa e nutrição animal para diferentes clientes do país, operações que são as especialidades da empresa. Mas uma outra grande novidade veio em 2021: o crescimento da frota com a compra de novos 20 Scania R 450 6x2.
Os nossos contatos começaram via telefone e a partir daí, como o cliente levantou a necessidade de compra, envolvemos a fábrica da Scania, gerentes de negócios e de vendas, vendedor e diretoria da Escandinávia.”
Adriano Vasco, gerente de Vendas da Escandinávia
Fundada em 2015, a Jomini atua no transporte de biomassa e nutrição animal; carga seca e paletizada, com implementos cavaqueira piso móvel, sider, carga seca e bobineiros; e na locação e prestação de serviços com máquinas, caminhões e equipamentos dedicados à operação. Com matriz em Catanduva, interior de São Paulo, e filiais nos estados do Paraná, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Goiás, a empresa não para de crescer. “Crescemos 100% de 2019 para 2020 e nossa projeção é crescer 100% de 2020 para 2021. Até 2026, nossa intenção é crescer quatro vezes mais. Nosso plano de negócios está desenhado e vamos precisar de muito apoio de todos os nossos parceiros”, revela Renato Boso, proprietário da Jomini.
Atualmente, ele faz sozinho a gestão da transportadora e de cerca de 200 colaboradores, entre motoristas, movimentadores de pá, administrativo e manutenção. “Na direção, eu sou sozinho, não tenho sócio. Mas tenho o time da empresa comigo e um líder para cada área de negócio– carga seca e paletizada; biomassa e nutrição animal; e rental”, afirma.
É com essa garra e visão de futuro que Renato tem alçado voos importantes com a Jomini, tendo a Scania como grande parceira. Além de aumentar a frota de caminhões, a chegada dos novos 20 veículos vem acompanhada de outras soluções da marca, como o financiamento do Scania Banco, o Plano de Manutenção Flexível Standard e o Drive Services.
Para ele, o atendimento e a presença da equipe comercial foram grandes diferenciais junto ao que os caminhões são capazes de entregar em termos de rentabilidade da operação. “A interação não-presencial é uma alteração das nossas rotinas que veio para ficar, trazendo agilidade e a possibilidade de reunir profissionais que não viriam em nossa unidade em uma visita física. Com essa dinâmica, não tivemos perdas. Continuamos tendo a proximidade física, com profissionais da Scania estando aqui e entendendo do nosso negócio”, ressalta.
Presença, ainda que à distância
Adriano Vasco, gerente de Vendas da Escandinávia, é um desses profissionais que acompanha de perto a operação da Jomini. Ele conta que a pandemia trouxe esse desafio, que se transformou em benefícios para o cliente, a concessionária e a Scania. “Tudo teve início com as restrições da pandemia. A própria empresa, para preservar seus funcionários, evitou que estivéssemos em campo, o que também aconteceu em muitos clientes, que passaram a ter restrições para receber a equipe comercial. Os nossos contatos começaram via telefone e a partir daí, como o cliente levantou a necessidade de compra, envolvemos a fábrica da Scania, gerentes de negócios e de vendas, vendedor e diretoria da Escandinávia”, explica Vasco.
“Estamos mais vezes conversando com o Renato e essa frequência de abordagem ao cliente trouxe muita celeridade ao processo, especialmente para contribuir na tomada de decisão e no aprofundamento da utilização dos recursos de que dispomos”, complementa Alexandre Felix, gerente de negócios da Scania no Brasil.
Parceiros de jornada
Esse jeito Scania de atender foi além e reiterou o desejo da Jomini de manter um parceiro único para padronizar sua frota de caminhões, a exemplo do que já acontece com os equipamentos da empresa. “Era um querer da Jomini ter a Scania como principal marca dentro de casa. Isso facilita um pouco porque a gente já conhece o histórico, já comprovou com a experiência que tivemos com a compra dos caminhões no ano passado. Essa proximidade, seja virtual ou por meio de test drives ou treinamentos de motoristas, é muito importante e fortalece o relacionamento entre fábrica, concessionária e nós, como empresa”, afirma Renato.
Para o empresário, esse estilo de atendimento dedicado também contou pontos na escolha pela marca. “Não queremos uma empresa que só tenha bom preço, mas que tenha bom preço, qualidade, agilidade na entrega do produto, baixa necessidade de manutenção e que faça um bom acompanhamento no dia a dia. Olhamos muito para custo e disponibilidade. A escolha da Scania como parceira foi essa: pelo custo benefício apresentado do equipamento, já tínhamos um histórico muito bom com a marca, o test drive no ano passado mostrou avanços de tecnologia e o time comercial fez muita diferença. Quem está atendendo o cliente é muito importante porque produtos parecidos existem no mercado”, reforça Renato.
Para o que der e vier
Fazer parte deste momento da Jomini é motivo de orgulho para a Scania. Mais ainda por saber que a proximidade que a marca tem com seus clientes possibilitou fortificar uma relação de longo prazo com esta jovem empresa que tem uma enorme visão de futuro.
É claro que ainda é cedo para falar de planos futuros, embora a projeção da Jomini seja bastante promissora. Mas é fato que o acompanhamento da frota e dos negócios continuará fazendo parte do dia a dia compartilhado entre a transportadora, a Escandinávia e a Scania, visando inclusive o desenvolvimento sustentável desse relacionamento que se consolidou. “Contratos de longo prazo também representam sustentabilidade e é o que estamos buscando com a Scania. O desenho da Jomini é basicamente trabalhar para encontrar oportunidades em mercados mal atendidos. E quando você agrega valor ao mercado não há limites. Por isso precisamos de uma parceira forte e sustentável como a Scania”, finaliza Renato.
A escolha da Scania como parceira foi essa: pelo custo benefício apresentado do equipamento, já tínhamos um histórico muito bom com a marca.”
Renato Boso, proprietário da Jomini Logística

Comentários

Envie seu comentário para ser publicado


Leia também:


A Scania é líder mundial de soluções de transporte. Juntamente com nossos parceiros e clientes, estamos liderando a transformação para um sistema de transporte sustentável. Em 2017, entregamos 82.500 caminhões, 8.300 ônibus, e 8.500 motores industriais e marítimos para nossos clientes. A receita líquida alcançou quase 120 bilhões de coroas suecas, dos quais cerca de 20% eram relacionados a serviços. Fundada em 1891, a Scania opera em mais de 100 países e emprega cerca de 49.300 pessoas. Pesquisa & Desenvolvimento estão concentrados na Suécia, com filiais no Brasil e na Índia. A produção ocorre na Europa, América Latina e Ásia, com centros regionais de produção na África, Ásia e Eurásia. A Scania faz parte da TRATON AG. © Copyright Scania 2018 All rights reserved. Scania Brasil, Av. José Odorizzi, 151 - Vila Euro, São Bernardo do Campo. SP. Tel: +55 11 4344-9333