Jornada Scania







[ Soluções de Transporte ] -- 27/06/2019
[ Texto: Simone Leticia Vieira / Fotos: Arquivo Futuro Cereais ]

De olho no futuro

O nome da empresa já deixa pistas: Futuro Cereais. E foi de olho no futuro que o proprietário Mario José de Carvalho Junior renovou a frota com três Scania R 500 6x4, que já contabilizam resultados de 12% de economia de combustível.
Quem transporta e produz grãos e cereais no Brasil precisa trabalhar sempre com foco no presente e de olho no futuro. No presente porque precisam estar vigilantes com questões que envolvem o setor, como as tabelas de frete e o Plano Safra, cujos recursos para 2019/2020 foram apresentados recentemente pelo Governo. E de olho no futuro porque, além dos desafios das regulamentações e do dia a dia de trabalho, existe uma série de cuidados a serem tomados com a safra e também uma gestão logística a ser feita para que os grãos sejam transportados com qualidade, segurança e agilidade a diversos pontos e empresas do Brasil e do mundo.
O segmento é tão grandioso que, segundo dados divulgados em abril de 2019 pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o agronegócio, considerado a locomotiva da economia, foi responsável por 21,1% do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil em 2018. De acordo com o órgão, esse resultado engloba, além da produção, as atividades de transformação e de distribuição, trabalho que Mario José de Carvalho Junior conhece bem.
À frente da MV Futuro Cereais desde sua fundação, em 2011, Mario faz, ao lado da esposa Viviane, a gestão da empresa, hoje com 50 funcionários diretos e 40 indiretos; do transporte de milho, soja, trigo, sordo, entre outros cereais, que produz e compra de fazendas do interior paulista e do próprio armazém, que mantém na cidade de Itaberá, interior de São Paulo.

Economia de

12%

"Temos três R 500 6x4 e já estamos obtendo com eles 12% de economia de combustível."
Mario José de Carvalho Junior, proprietário da MV Futuro Cereais

É de Itaberá e do município de Pilar do Sul, também no interior paulista, que saem as carretas que irão carregar as mercadorias compradas em todo o estado de São Paulo. O destino é certo: Tietê e Porto de Santos, de onde a carga é escoada para outras regiões do Brasil. Para se ter uma ideia do tamanho da responsabilidade, são 220 mil toneladas de cereais transportadas por ano pela empresa, das quais 110 mil são levadas pela frota própria da Futuro Cereais, hoje 100% Scania. "Tenho 13 caminhões da marca. Renovo minha frota a cada cinco anos. Mas se a tabela do frete melhorar, vou comprar mais 10 veículos", conta Mario.
Otimismo é o que não falta para o empresário. Foi essa característica, inclusive, que o impulsionou a renovar parte da frota com os veículos da Nova Geração Scania. Mas, o que era só uma promessa - economia de 12% no consumo de combustível – agora é real. "Realmente investimos por conta da expectativa de um consumo melhor. Temos três R 500 6x4 e já estamos obtendo com eles 12% de economia de combustível", revela.
"Também apostamos nas soluções da Scania. Treinamos nossos motoristas, conectamos toda a nossa frota e monitoramos os veículos por meio do Fleet Care. Com esse trabalho feito em parceria com a Scania, até os nossos caminhões da geração anterior melhoraram suas performances. Os nossos R 440, por exemplo, estão fazendo uma média de 2,2 km/litro, o que representa 9 a 10% de redução de consumo de combustível", completa o proprietário.
Para Miguel Vieira, Gerente de Vendas da Codema Jundiaí e Sorocaba, responsável por atender e acompanhar o cliente, é este perfil visionário que faz do proprietário um empresário de futuro, sempre à frente da concorrência. "O Mario é um cliente parceiro da Scania. Ele está há muito tempo com a gente e sempre que pode investe em novas soluções. É um cliente que viaja muito para fora do Brasil para pesquisar novidades relacionadas ao seu segmento e é bem antenado com inovações para melhorar o desempenho da frota. Com nosso portfólio de Serviços, por exemplo, ele monitora o consumo de combustível, otimiza o uso da frota, garantindo mais disponibilidade dos veículos, e isso se reverte também em um custo menor de manutenção pra ele", comenta Vieira.
Essa também é a visão do gestor de frotas da Codema, que realiza um trabalho compartilhado com a equipe da Futuro Cereais. Tudo para acompanhar de perto a performance dos veículos e tornar a logística da operação cada vez mais rentável e sustentável. "Este é o meu primeiro cliente de gestão de frotas. E eu fico muito orgulhoso de saber que estou contribuindo para o negócio dele, com a segurança dos motoristas da empresa e com a disponibilidade da frota", pontua o gestor de frotas Fabio Soares Pontes, que também é tecnólogo em logística.
Passado, presente e futuro
A paixão pelos negócios – e pela Scania - é de longa data. "Meu sonho de consumo quando era criança era ter um Scania. Meu pai era produtor rural e sua primeira carreta foi um Scania 142", conta Mario. "E foi a primeira que dirigi. Viajei muito com os motoristas da empresa do meu pai quando era pequeno. Depois, passei a trabalhar na roça e fui aprendendo a negociar. Daí em diante não parei mais, até abrir a minha própria empresa."
No início, ele até teve veículos de marcas concorrentes. Até fazer a primeira compra com a Scania. "Quando penso em consumo, eu faço sempre a seguinte conta: são cerca de R$ 50 mil a mais de diferença do preço do concorrente, mas esse valor eu recupero em um ano com economia no consumo de combustível. Então, realmente vale muito mais a pena. Sem dizer que é um caminhão sensacional, não dá problemas", explica.
Ele conta que foi assim, inclusive, que convenceu o irmão, que também atua no mesmo ramo de transporte de cereais, a investir na marca. "Meu irmão começou a comprar Scania quando eu mostrei os resultados", lembra. "Depois que o Mario instalou o Communicator nos veículos e passou a utilizar o serviço de gestor de frotas, o irmão dele viu os resultados de economia e acabou de fechar conosco os Serviços Conectados para 34 veículos da empresa dele, além do gestor de frotas também", complementa o gerente de vendas da Codema.
Então, se no passado ter Scania era um sonho de consumo e no presente o empresário acompanha, satisfeito, o desempenho da sua frota e ainda é exemplo na família de transportadores, o que esperar para o futuro? "A expectativa é de crescimento. Já estamos construindo uma nova sede e pretendo finalizar as obras até o final do ano. Ainda para 2019, tenho o objetivo de chegar a 250 mil toneladas de grãos transportados. E, daqui a dois anos, quando completarmos 10 anos de mercado, espero estar transportando 360 mil toneladas anualmente", conclui Mario.
Se depender da Nova Geração Scania, que hoje já totaliza 12% de economia de consumo de combustível, a Futuro Cereais vai ainda muito além disso.
Com esse trabalho feito em parceria com a Scania, até os nossos caminhões da geração anterior melhoraram suas performances. Os nossos R 440 estão com 9 a 10% de redução de consumo de combustível."
Mario José de Carvalho Junior, proprietário da MV Futuro Cereais

Comentários

Envie seu comentário para ser publicado


Leia também:


A Scania é líder mundial de soluções de transporte. Juntamente com nossos parceiros e clientes, estamos liderando a transformação para um sistema de transporte sustentável. Em 2017, entregamos 82.500 caminhões, 8.300 ônibus, e 8.500 motores industriais e marítimos para nossos clientes. A receita líquida alcançou quase 120 bilhões de coroas suecas, dos quais cerca de 20% eram relacionados a serviços. Fundada em 1891, a Scania opera em mais de 100 países e emprega cerca de 49.300 pessoas. Pesquisa & Desenvolvimento estão concentrados na Suécia, com filiais no Brasil e na Índia. A produção ocorre na Europa, América Latina e Ásia, com centros regionais de produção na África, Ásia e Eurásia. A Scania faz parte da TRATON AG. © Copyright Scania 2018 All rights reserved. Scania Brasil, Av. José Odorizzi, 151 - Vila Euro, São Bernardo do Campo. SP. Tel: +55 11 4344-9333