Jornada Scania







[ Acontece na Scania ] -- 12/12/2020
[ Texto: 528 Comunicação Com Propósito / Foto: Arquivo Scania ]

Um novo jeito, a mesma essência

Perto, ainda que à distância: essa é a essência da Scania. Saiba como a marca reinventou processos, conheça os bastidores das Casas Scania em tempos de trabalho remoto e relembre as boas práticas da empresa mesmo em meio à uma pandemia global.
O caminhão avisou: é hora da manutenção. Sim, com a conectividade, o próprio veículo sinaliza o momento certo de se dirigir à concessionária para checar se está tudo bem. Bastava chegar à Casa Scania, parar o caminhão no box de serviço, cumprimentar a equipe de atendimento e uma xícara de café depois, lá estava o veículo, prontinho para voltar à estrada. Mas, e agora? Como fazer esse serviço em meio a uma pandemia mundial? Como as equipes recebem o caminhão e como o motorista chega à concessionária? E mais: como as equipes de vendas visitam o cliente para saber se, além da manutenção em dia, está tudo bem com a operação e a frota?
Não teve outra saída, foi preciso reinventar o jeito Scania de receber o cliente e se fazer presente. De repente as visitas, antes presenciais, não podiam mais acontecer, os encontros para apresentar as novas soluções da Scania e celebrar a parceria também não. Mas, se manter distante do cliente não faz parte da essência da Scania. Então, o caminho foi fazer da tecnologia uma aliada para readequar as estratégias. O agendamento e o planejamento das manutenções se tornaram vitais para acomodar a necessidade do atendimento, sem descuidar da saúde – de quem está nas concessionárias trabalhando e do cliente ou motorista que chega também. A digitalização, que já acontecia desde 2016, quando a marca implementou no Brasil um processo global de padronização de suas concessionárias, se intensificou e também se transformou. As equipes foram, dia após dia, conhecendo novas maneiras de se relacionar e atender os clientes, de maneira personalizada e ágil. Uniram o que já vinha sendo praticado com aquilo que imaginavam viver no futuro. A Revista Jornada foi entender quais mudanças foram essas e descobriu, nos bastidores, como cada uma das áreas se reinventou para manter o fluxo de trabalho, já que o transporte não parou – nem pode parar!
A principal estratégia é se fazer presente, mesmo com a distância física. E para isso, realizo encontros diários com os gestores de cada filial.”
Izaías Alexandrino Moraes
Consigo me preparar melhor para reuniões e fone conferências. O desafio de manter a Scania ‘viva’ na ponta só é possível devido às ferramentas digitais que temos hoje.”
Rogerio Alexandre Casemiro de Lima
Começamos pela equipe de Serviços. É esse time que auxilia os profissionais que estão lá na ponta, dentro das concessionárias, prontos para executar o trabalho. Todo o contato com as Casas passou a ser feito em reuniões virtuais, realizadas diariamente e, com a situação sob controle no novo contexto, criou-se uma nova rotina.
“No início, focamos o contato com a Rede para acompanhar todas as mudanças nos processos de oficina para o atendimento aos clientes. O principal objetivo foi apoiar com informações, orientações, direcionamento, compartilhamento de boas práticas e comercialmente os clientes que tiveram as suas operações totalmente ou parcialmente paralisadas”, explica o Gerente de Vendas de Serviços da Scania, Pietro Nistico.
O mesmo aconteceu com a equipe de Wagner Tillmann, Gerente de Vendas de Soluções da Scania, que costumava viajar pelas regiões Centro-Oeste, Sudeste, Norte e Nordeste do Brasil para atender clientes e concessionários da marca. De todas as mudanças no trabalho, o time destaca a oportunidade de aproveitar melhor o tempo. “Devido à necessidade de viajar constantemente, desprendíamos um tempo significativo em deslocamentos (taxis, aeroportos, voos, ir e vir a cada cliente etc.). E agora, em casa, esse tempo foi direcionado para produzir, fazer contato, analisar tanto informações do mercado como oportunidades de novos negócios”, avalia Tillmann.
Estou buscando manter a rotina de horários que tinha antes do início da pandemia. Ganhei o tempo de deslocamento entre residência e trabalho para utilizá-lo em tarefas como cursos e treinamentos.”
Bruno D’Angelo
Reorganizei minha rotina para manter a produtividade, o foco e a motivação. Mesmo em casa, os entregáveis precisam acontecer.”
Verônica Preda
Dentro das concessionárias, as adaptações também foram necessárias: a força de vendas passou a trabalhar em modalidade home office e todo o contato com os clientes feito por meio de reuniões virtuais. “A valorização da tecnologia disponível e o domínio sobre ela foi o que facilitou o trabalho nessa hora tão dura pela qual passamos”, comenta Roberto Mota, Diretor da WLM Quinta Roda.
Receber o cliente com um sorriso e procurar não tocar no assunto do coronavírus tem sido uma meta. O intuito é sempre atendê-los com a mesma eficiência de uma rotina normal.”
Beatriz Palaver, Recepcionista técnica da WLM de Marabá, no Pará
Precisamos mostrar que apesar do distanciamento ainda podemos estar próximos e conseguir atender com a excelência que o cliente deseja e merece.”
Juan Ramos, Analista de Manutenção na WLM ITN
Na outra ponta, estão os mecânicos, que atuam no atendimento direto aos clientes e aos heróis das estradas, os motoristas. Essa turma não descansou dos cuidados com a saúde – deles mesmos e dos caminhões. Afinal, é o trabalho deles que mantém a concessionária ativa e garante a disponibilidade dos veículos nas estradas.
Utilizamos máscaras e luvas o tempo todo e os veículos são higienizados para manutenção e teste de percurso.”
Péricles Damaceno Santos, Mecânico da WLM Quinta Roda de Sumaré, em São Paulo
Intensificamos as proteções dos veículos, no volante, banco e chão. Vamos continuar trabalhando e garantindo a qualidade e agilidade das assistências.”
Luis Cesar Giovanella, Eletricista do Grupo Mevepi
De nada adiantaria todo o esforço desses times se não tivesse caminhão, ônibus ou motor pronto para o mercado. É esse o papel dos colaboradores da fábrica: produzir, com o cuidado que o momento requer, os produtos que farão a diferença no setor de transportes. Dentro da Scania, eles também têm descoberto novas formas de trabalhar, seja porque o distanciamento pede ou porque a própria estrutura física da empresa foi remodelada para se adequar às normas atuais de saúde e segurança.
É um grande exercício de empatia e coletividade, porque além das normas de segurança que nós já seguimos, temos agora que pensar num bem comum.”
Marcelo Colaço, da Fábrica de Cabinas
Agora é um mundo completamente diferente, tenho plena consciência que temos que mudar nossos hábitos de higiene, todos devem ter muito cuidado para que o contágio não continue.”
Flávia Lonel, da Fábrica de Chassis
A gente tem que se reinventar, é uma nova cultura, é uma preocupação em chegar para o trabalho íntegro e chegar em casa da mesma maneira.”
Raphael Yamasaki, da Fábrica de Chassis

Boas práticas em meio ao caos

Além das adaptações necessárias, a Scania também se mobilizou para levar energia e esperança a todo o Brasil. Graças ao trabalho do time de Motores as demandas de entrega de grupos geradores de energia para hospitais e supermercados, setores de necessidade básica, puderam ser atendidas, mesmo quando a fábrica ficou fechada, logo no início da pandemia no Brasil. Uma rede de voluntários também se uniu para trabalhar na restauração de 3,6 mil respiradores mecânicos que estavam sem uso e foram devolvidos à rede pública de saúde.
Clique aqui e leia mais

Comentários

Envie seu comentário para ser publicado


Leia também:


A Scania é líder mundial de soluções de transporte. Juntamente com nossos parceiros e clientes, estamos liderando a transformação para um sistema de transporte sustentável. Em 2017, entregamos 82.500 caminhões, 8.300 ônibus, e 8.500 motores industriais e marítimos para nossos clientes. A receita líquida alcançou quase 120 bilhões de coroas suecas, dos quais cerca de 20% eram relacionados a serviços. Fundada em 1891, a Scania opera em mais de 100 países e emprega cerca de 49.300 pessoas. Pesquisa & Desenvolvimento estão concentrados na Suécia, com filiais no Brasil e na Índia. A produção ocorre na Europa, América Latina e Ásia, com centros regionais de produção na África, Ásia e Eurásia. A Scania faz parte da TRATON AG. © Copyright Scania 2018 All rights reserved. Scania Brasil, Av. José Odorizzi, 151 - Vila Euro, São Bernardo do Campo. SP. Tel: +55 11 4344-9333