Jornada Scania







[ Acontece na Scania ] -- 17/10/2019

[ Texto: 528 - Comunicação com Propósito / Fotos: Scania ]

Fã eterniza sua paixão por V8

O V8 completa 50 anos em 2019, mas seu ronco segue despertando paixões por onde passa. A fã Graziela é uma das apaixonadas pelo motor – e por caminhões da Scania – e eternizou seu amor com uma tatuagem em homenagem a esse cinquentão.
Ela é dona de um otimismo sem igual e de uma trajetória inspiradora. Carrega no corpo duas marcas importantes da sua própria história. São tatuagens que contam sua paixão pela vida, pela Scania e pela profissão da qual tem tanto orgulho. Graziela Jesuina Fernandes é de Santa Cruz da Conceição, interior de São Paulo, mas veio para a capital ver de perto as novidades da Scania na Fenatran 2019. E, mais do que isso, eternizar pela terceira vez a sua paixão pela marca.
Desta vez, o motivo foi além do amor pela Scania. “Esse desenho foi pela minha paixão pelo ronco do V8, sou apaixonada por aquele ronco, mas ainda não dirigi um”, conta, com brilho nos olhos e sorriso no rosto.
Foi na infância que a paixão por Scania começou. “Meu pai trabalhou desde sempre com caminhão e quando fui entrando na adolescência o meu sonho já era ser caminhoneira. Mas sempre disse que se eu fosse, tinha que ser dirigindo um Scania”, relembra ela, que começou a viajar ao completar 15 anos.
As viagens foram ao lado do marido, Gerson Galera. “O tio do meu marido é outro apaixonado por Scania. Então, juntou eu, meu marido e o tio dele com a mesma paixão. Ele só tem Scania. Fui seguindo e me apaixonando cada vez mais, olhando a modernidade e tudo de novo que foi surgindo com a Scania, porque a evolução da marca é fantástica”, conta.
A primeira tatoo
Foi quando ela fez a primeira tatuagem. “É a imagem de um chaveirinho. Quando o tio Amarildo comprou um caminhão, em 2013, ele ganhou um chaveirinho com imagem de um tanque e eu quis unir a minha paixão e a do meu marido ao nosso amor por caminhão. Aí acrescentei dois G (de Graziela e de Gerson)”, explica.
O tempo passou e ela idealizou o segundo desenho, ainda mais poético que o primeiro. “A Scania tinha lançado um grifo com uma caveira. Usei o desenho e juntei com minhas ideias: o grifo, que é a Scania; o cristal, que é como nós, mulheres de caminhoneiros somos conhecidas na estrada; e a caveira, que significa a eternidade, porque todos nós somos iguais, só temos a carne e, depois, quando partirmos, viramos ossos. Embaixo escrevi ‘truck life’, que é a vida na estrada, porque cada dia é um dia diferente. E assim é minha paixão pela Scania”, conta.
Por falar em vida na estrada, Graziela lembra que os desafios são muitos. “A mulher é caminhoneira por paixão. Não é porque está saindo para trabalhar. Muitos homens vão pelo dinheiro e a mulher não, é por paixão. Somos muito mais cuidadosas, cautelosas. Mas ainda há muito preconceito”, pontua.
Futuro e escolhas
Se a escolha é por amor, há que se pensar no futuro: “Hoje o meu maior desafio foi ter que escolher entre ter um filho e estar na estrada. E eu escolhi estar na estrada.”
E para quem está nas estradas, conforto é tão importante quanto a paixão. “Para quem ama caminhão, você pode colocar um modelo antigo e um novo que o arrepio é o mesmo. Mas quando você entra, vê a diferença do conforto. É a primeira coisa. Você sabe que pode andar 600, mil km num Scania, que vai deitar e dormir tranquila.”
A única crítica de Graziela foi quanto à demora para a chegada da Nova Geração no Brasil. “Como sou uma apaixonada por caminhão, via um lançamento, via outro, e pensava: ‘Scania, cadê você, o que vocês estão fazendo?’ E quando chegou, foi bombástico, veio e brilhou, fez aquela transformação.”
Transformação que, aliás, ela acompanha bem de perto. Tanto que, ao ser questionada sobre parar de trabalhar com caminhão, ela é enfática: “Tem que ser uma baita de uma oferta, mas não vai ser fácil. O meu marido pensou em desistir várias vezes, mas eu não deixei porque a gente não pode parar. Ninguém para na vida. Não é porque deu uma queda que temos que parar. Temos que mostrar que somos fortes o suficiente para começar de novo e subir novamente. Não pode parar, a vida é essa. A paixão continua.”

Envie seu comentário para ser publicado


Leia também:


A Scania é líder mundial de soluções de transporte. Juntamente com nossos parceiros e clientes, estamos liderando a transformação para um sistema de transporte sustentável. Em 2017, entregamos 82.500 caminhões, 8.300 ônibus, e 8.500 motores industriais e marítimos para nossos clientes. A receita líquida alcançou quase 120 bilhões de coroas suecas, dos quais cerca de 20% eram relacionados a serviços. Fundada em 1891, a Scania opera em mais de 100 países e emprega cerca de 49.300 pessoas. Pesquisa & Desenvolvimento estão concentrados na Suécia, com filiais no Brasil e na Índia. A produção ocorre na Europa, América Latina e Ásia, com centros regionais de produção na África, Ásia e Eurásia. A Scania faz parte da TRATON AG. © Copyright Scania 2018 All rights reserved. Scania Brasil, Av. José Odorizzi, 151 - Vila Euro, São Bernardo do Campo. SP. Tel: +55 11 4344-9333