Tamanho (não) é documento

Tamanho (não) é documento
Pequena em tamanho, grande em resultado: Transportes Gavazzoni aposta na Nova Geração de caminhões Scania para renovar sua frota e já registra 10% de economia de combustível, comprovando a máxima tamanho (não) é documento.
[ Texto: Simone Leticia Vieira / Fotos: Cristiano Luis Rosa ]
Façamos uma conta rápida, a chamada "conta de papel de pão" no vocabulário popular: se cada caminhão, de uma frota de 14 veículos pesados, percorre 10 mil km por mês, temos um total de 140 mil km viajados em 30 dias de estrada. Isso quer dizer que, se fosse possível, a Transportes Gavazzoni teria dado três voltas e meia ao redor da Terra em um mês. Imagine, então, essa matemática no decorrer de um ano.
É... definitivamente não é pouca coisa para uma empresa familiar que, fundada em 1989, segue sendo gerida por pai e filho. A Transportes Gavazzoni, que hoje, além de Felipe Gavazzoni, sócio ao lado do pai Neori, conta com mais um funcionário para cuidar das questões administrativas, começou fazendo distribuição de produtos fracionados para uma grande transportadora. Aos poucos, a demanda aumentou e a família deixou de representar a transportadora para levar os produtos usando a própria marca.
Mas foi em 1996 que a parceria com a Scania nasceu. "Hoje, 100% da frota de caminhões pesados é da Scania", conta Felipe Gavazzoni, proprietário da empresa.
São esses veículos os responsáveis por rodar tantos quilômetros pelas estradas do Brasil. Equipados com tanques, eles fazem o transporte de granéis líquidos como glicerina, sebo e outros produtos de origem animal e vegetal da sede da empresa, em Concórdia, Santa Catarina, para fábricas de biodiesel, ração animal, linha pet e produtos de beleza. Em média, são 4 mil toneladas de produtos transportados por mês para os estados do Sul do Brasil, além de São Paulo, Goiás, Minas Gerais e Espírito Santo.
O tipo de transporte em si pode até não exigir cuidados tão específicos da operação, mas requer muito zelo do motorista. "O motorista precisa estar atento todo o tempo para não ocorrer vazamento ou perda do produto durante a viagem, caso aconteça algum problema no trajeto", pontua Felipe.
Essa também foi a motivação para a chegada da Nova Geração de caminhões Scania à Transportes Gavazzoni. "Fizemos a renovação de parte da frota, indo para a linha nova. Pensamos no conforto do motorista, além da economia, é claro", comenta. Os quatro novos R 450 6x2 substituíram alguns R 440 da frota. "E vamos testar o R 500 6x2, que começou a rodar há aproximadamente 15 dias e virá para ampliação da frota", complementa Felipe.

[ Em números ]

10%

É o resultado, em economia de combustível, da Transportes Gavazzoni com os modelos da
Nova Geração Scania.

Os resultados já impressionam: 10% de economia de combustível com os modelos da Nova Geração e uma média de 6 a 8% com os outros veículos da frota, que foram todos conectados, tudo isso em um período de 40 dias.
"Notamos diferença em um primeiro momento na economia de combustível. 10% de redução é um excelente resultado, mas sabemos que também teremos, mais para frente, muitos outros benefícios, como a diminuição da necessidade de manutenção dos veículos", lembra Felipe.
Mas a expectativa com a Nova Geração não é só da empresa. Os motoristas da transportadora também estão entusiasmados para dirigir os novos caminhões. "Até o nosso motorista reserva teve vontade de voltar a viajar quando conheceu o NTG. É como criança quando ganha um carrinho novo", brinca o empresário.
Aliás, são eles, os motoristas, o foco principal da Transportes Gavazzoni. Além dos novos veículos, os profissionais estão sendo treinados por meio do Driver Coaching. "A Gavazzoni é um cliente bastante tradicional da Scania. Agora, além da Nova Geração de caminhões, a empresa está apostando nas novas tecnologias da marca, como o Driver Coaching para treinar a equipe de motoristas, obter um desempenho ainda melhor dos veículos e, consequentemente, ter resultados mais expressivos em rentabilidade e custo operacional", explica André Gentil, Gerente de Negócios da Scania.
"Optamos por conectar toda a nossa frota e oferecer esses treinamentos aos nossos motoristas. Temos um Master Driver da Cavese que acompanha a frota mensalmente e dá os treinamentos necessários à nossa equipe para melhoria da performance nas estradas. Isso faz com que os motoristas, com sua conduta ao volante, escolham um estilo de direção que impacta de forma positiva a economia de combustível e torna a operação sempre mais rentável", conclui Felipe.
Para a Gavazzoni, esta é a prova de que tamanho não é documento: 14 veículos Scania em uma frota que ainda não alcançou seu potencial máximo, mas já registra um grande resultado de redução do consumo de combustível e é intrinsicamente capaz de "dar a volta ao mundo".
Compartilhe:

Envie seu comentário para ser publicado